Construção e adequação civil de obras

Para sua obra ser um sucesso

Este folheto tem o objetivo de auxiliar no preparo dos Serviços a Cargo do Cliente (SCC) que serão fundamentais para o sucesso na instalação dos elevadores ALFABRA. Têm como meta principal chamar sua atenção para as diversas necessidades de infra-estrutura que devem ser disponibilizadas, segundo exigências normativas, para a instalação de elevadores. Exigências suplementares ou até mesmo diferentes das aqui expostas podem ser necessárias, variando com cada tipo de elevador e edificação.

Caso a Alfabra seja honrada com a sua decisão de aquisição, nosso departamento de engenharia entregará um projeto completo específico para o seu caso, bem como acompanharemos no local a evolução e conformidade da infra-estrutura solicitada.

Poço e caixa de corrida

Caixa de corrida é o termo técnico do poço do elevador. A boa construção da caixa de corrida é fundamental para a qualidade final do Elevador.

Todas as exigências apresentadas neste folheto são baseadas nas exigências legais dos órgãos que regulamentam a instalação, manutenção e uso de elevadores, incluindo o corpo de bombeiros.

As paredes da caixa de corrida devem ser lisas e aprumadas, livres de vãos ou ressaltos em todo seu percurso. Para a instalação, deverão estar pintadas de cor clara.

Dimensões, alinhamento e prumo:

Verifique cuidadosamente as medidas necessárias para acomodar o modelo de elevador escolhido. Os vãos passados pela ALFABRA devem ser fornecidos completamente livres, sem ressaltos ou “dentes”. Para instalação do elevador, será considerada a menor medida em prumo. Alguns cuidados devem ser observados.

  • As paredes devem ser homogêneas em toda a caixa de corrida. Se houver qualquer ressalto, o instalador considerará as menores medidas apuradas.
    Área disponível para instalação do elevador
  • Prestar muita atenção ao prumo da caixa de corrida. Muitas vezes são respeitadas às medidas do vão em cada pavimento, mas estes não estão aprumados entre eles.
    pavimentos fora do prumo

OBS: dependendo do caso, pode ser exigido o preenchimento de vãos. Mesmo vãos grandes, criados por ressaltos.

Construção e impermeabilização do poço:

O poço é uma exigência das normas brasileiras de elevadores NBR207 e NBRNM267, que determina as dimensões mínimas para cada caso. A ausência do poço normalmente impossibilita a legalização do elevador. A ALFABRA não instala nenhum elevador se este não atender integralmente as normas e leis brasileiras.

Existem algumas poucas exceções onde não se exige o poço “legal”, mas mesmo assim será necessário um pequeno poço técnico (mínimo necessário pelo equipamento). Nestes casos, mesmo sendo permitida a instalação, a norma determina que este elevador tenha sua velocidade reduzida.

Tomar cuidado especial na construção do poço. Normalmente o poço é construído em concreto, o que dificulta correções. É muito comum encontrarmos o poço menor que o restante da caixa de corrida ou desalinhado (como nos exemplos acima). Isto pode comprometer a instalação do elevador.

Águas e infiltrações são extremamente agressivas aos mecanismos dos elevadores, principalmente o acúmulo (ou infiltração) de água no poço. Os elevadores hidráulicos ficam apoiados no fundo do poço, o que torna mais grave a ação da água. É preciso garantir a ausência de água ou infiltrações na caixa de corrida e no poço.

DICA: Uma boa ação é construir um poço mais profundo do que o exigido legalmente. Nesta condição, caso haja alguma infiltração, é mais fácil aplicar impermeabilizações e mesmo assim preservar as medidas exigidas. A ALFABRA está preparada para trabalhar com diferentes medidas de poço.

Elevador hidráulico com pistão lateral:

Elevador hidráulico

O procedimento mais eficiente para elevadores hidráulicos é a instalação de “pistão lateral”: uma instalação em que o conjunto de propulsão fica ao lado da cabina do elevador. Neste tipo de instalação, as guias do elevador são fixadas em uma única parede. É mais prático que esta parede seja uma das laterais da caixa de corrida, mas também é possível instalar este conjunto atrás da face oposta à porta da cabina, no fundo causa alteração nas dimensões da caixa.

Para que a instalação fique perfeita, é necessário que a parede onde serão fixadas as guias seja estrutural e tenha vigas de sustentação durante todo o percurso. Os suportes das guias serão fixados nestas vigas.

É importante seguir algumas orientações:

  • A distância máxima entre duas vigas não deve ultrapassar 1,50 m. e dever estar presentes em toda altura da caixa de corrida.
  • Estas vigas podem ser metálicas ou de concreto com ferro. Pode-se utilizar os dois tipos em uma única obra.
  • Se as vigas forem metálicas, devem ter no mínimo 15/20 cm de altura para aceitarem as soldas dos suportes.
  • As cargas serão definidas de acordo com cada elevador.
  • Estruturas metálicas também precisam “oferecer” vigas de sustentação atendendo às mesmas exigências descritas acima.

Detalhes da caixa de corrida:

Teto caixa de corrida

GANCHO - Uma vez definida qual será a parede estrutural, será necessário colocar um gancho no teto. Este gancho será utilizado na montagem e em algumas manutenções do elevador.

O gancho deve ser dimensionado para uma carga de 1.000 kg.

A posição precisa será definida em projeto e pode variar dependendo do equipamento. Apenas como referência, normalmente este gancho fica no meio do comprimento da caixa de corrida, distante aproximadamente 30/35 cm da parede estrutural.

Ventilação caixa de corrida

VENTILAÇÂO – Será necessária uma ventilação no topo da caixa de corrida para saída de gases e fumaça (no caso de incêndio). Recomendamos que seja instalada uma veneziana de 40 X 40 cm para impedir a entrada de água de chuva e garantir um bom fluxo de ar. Esta ventilação deve dar acesso á área externa do edifício.

Portas de pavimento:

portas de pavimento

As portas de pavimento são instaladas em conjunto pela ALFABRA e pelos responsáveis pelo SCC.

Nós recomendamos que não sejam feitos fechamentos aonde serão instaladas as portas, deixando o maior vão possível para facilitar a instalação do elevador.

O instalador da ALFABRA irá fixar as portas na posição correta e caberá ao cliente fazer o fechamento lateral. As portas são fixadas no piso e em uma verga (viga) que devem estar disponíveis em todos os pavimentos.

A altura desta verga (em relação ao piso) pode variar de acordo com o modelo e dimensão das portas.

Para PORTAS AUTOMÁTICAS DE ABERTURA LATERAL com 2,00m de altura, a verga deve ficar 2,25 m de altura do piso acabado do pavimento (vão livre).

portas de pavimento

NORMALMENTE, quando as dimensões da caixa são iguais ou maiores do que os estipulados nas tabelas da ALFABRA, será necessário realizar um “corte” na soleira do pavimento para encaixar a soleira da porta automática.

Existem outras variáveis para instalação – se for o caso a ALFABRA indicará a condição correta para cada caso.

Outros detalhes

Existem outros detalhes que são indispensáveis, mas dependem de um projeto específico para cada caso.

ESCADA MARINHEIRO – É obrigatória a instalação de uma escada marinheiro no poço do elevador.

A posição de cada escada varia de acordo com o tamanho da caixa e o tamanho do elevador. Este acessório é facilmente instalado após o termino das obras civis, mesmo que seja com parafusos.

TOMADAS E ILUMINAÇÃO DA CAIXA DE CORRIDA – São exigidas luminárias tipo “tartaruga” na caixa de corrida. Normalmente são instaladas com eletrodutos externos. A posição das luminárias será definida em um projeto específico para cada caso. Sugerimos que sejam prevista a chegada de conduites elétricos para alimentar as tomadas e luminárias, mas que não se instale os eletrodutos, para não correr o risco de colisão com o elevador.

© Elevadores Alfabra
Rua Isabel de Siqueira Barros, 234 - Jardim Pereira Leite
Bairro do Limão
- São Paulo - SP - CEP 02712-080